terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Como nos tempos do MMDCA

Publicado originalmente no dia 13 de dezembro de 2007 no site http://aguinaldocps.blog.terra.com.br

Hoje faz um ano que nos reencontramos. Lembrar disso me faz sentir a mesma emoção. Há um ano atrás estávamos reunidos comemorando o vigésimo aniversário da formatura da oitava série. E seguramente não haveria data mais propícia para comentar o vínculo que se cria com essas pessoas.

Já me dizia uma professora de história do Segundo Grau, que é de dentro de uma sala de aula que se muda um país. Por muito tempo eu fiquei pensando no que aquela velha senhora por tantas vezes afirmava. E contestando, até. Afinal, a mim que sempre fui muito prático, parecia um tanto difícil alguém mudar alguma coisa somente estudando. Na minha pobre visão estudávamos para poder mudar algo um dia, mas não lá.

E há quem diga que coincidências não acontecem, mas justamente quando eu estava parado no cruzamento das ruas Alvarenga e Martins, no bairro do Butantã em São Paulo, foi que me atentei que há 75 anos, cinco jovens deram suas vidas por uma Constituição. Esses cinco jovens estudantes, Martins, Miragaia, Drausio, Cardoso e Alvarenga, que mais tarde viriam ser lembrados simplesmente pelas iniciais MMDCA, deram os motivos que faltavam, em 23 de maio de 1932, para que o Brasil exigisse de Getulio Vargas uma Carta Constituinte.

Hoje, fiz questão de lembrar uma das passagens mais importantes da história do Brasil, não para convocar alguém à luta armada, mas para ilustrar as palavras da minha antiga professora. A sala de aula, seja ela do jardim da infância ou do mestrado, é um lugar inesquecível. Desafio a falar quem não tenha uma boa lembrança daqueles bancos.

Há quarenta dias, devido ao falecimento de meu pai, enviei uma mensagem pelo correio eletrônico que destinava avisar parentes e amigos mais próximos. Por engano, inclui entre os destinatários um dos colegas de formatura da oitava série, que há muito não via. Alguns parentes próximos não se lembraram de me telefonar, mas meu amigo de duas décadas foi me dar um abraço e me disse, “amigo é para sempre”.

criado por aguinaldocps 09:49:37

Um comentário:

  1. Me leva a refletir seu blog
    obrigado por escreve-lo
    tenho um blog tb e coloquei o seu em uma postagem para visitarem sua pagina
    qualquee coisa se quiser eu excluo

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!