sábado, 20 de fevereiro de 2010

O dono só vai pra buscar o dinheiro.


Recebi o seguinte e-mail:

Aguinaldo, eu conversei com um parente que há pouco tempo ganhou uma licitação de um restaurente dentro de uma universadade. O mais interessante é que todo pessoal da família e amigos dele duvidou que essa oportunidade de negocio desse lucro, uma vez que o dono anterior teve seu negocio fracassado. Então a atitude imediata dele foi a visita ao empregados do antigo dono e percebeu logo de cara os pontos negativos e que um deles, o que mais prejudicava, era a demora no atendimento. E sua iniciativa foi de um investimento para esse problema, aprimorou com equipamentos onde o cliente escolhe no caixa o seu cardápio e ao pagar a cozinha já recebe automaticamente o pedido e o pessoal começa preparar. O cliente agora é atendido com pouco tempo e com qualidade, lembrando que tambem ele incrementou o cardápio com outros pratos variados, ou seja ele diversificou o seu produto.
Outro ponto que chamou atenção dele foi que o antigo empresário somente ia no restaurante no final do dia para pegar o dinheiro e nunca se preocupou com o andamento do seu próporio negócio. Ele, pelo contrário está ativamente interado no seu ramo. E por sinal teve resultado de lucro em curto prazo e está satisfeito com seu novo empreendimento. O que vc achou???
Ercilia


Ercilia,

Muito boa a história que você contou. Sobre a família não dar apoio, é geralmente o que acontece. São raros os casos onde alguém pensa em abrir um negócio e a família incentiva. Empreender geralmente envolve risco e tudo que a nossa família não quer é que vivamos é nos arriscando. Então, numa forma de nos super-protegerem, eles nos dizem que é melhor não arriscar.

Sobre o fato do dono somente ir buscar o dinheiro, vale dizer que existem dois tipos de empresários: o sócio investidor e o sócio operativo. O investidor é aquele que não tem função definida no negócio e somente busca o resultado dos seus investimentos. Já o sócio operativo tem uma função como se fosse um funcionário da empresa. Ele cuida de alguma coisa, como por exemplo o caixa (o mais comum), o atendimento ou a cozinha.

Na minha opinião, vejo que quando o sócio atua na empresa, tem mais chances de fazer seu negócio dar certo. Primeiro por ele ser o seu 'melhor funcionário', o mais consciente e o mais dedicado. Segundo porque quando ele trabalha, todas as outras pessoas mantém um ritmo diferente de trabalho. E terceiro e mais importante, é que quando o dono está presente ele sente o que acontece com a empresa e com a equipe, desenvolve uma sensibilidade, percebe carências e, por consequência, as corrige.

No caso do restaurante citado em seu e-mail, o dono poderia ter uma outra atividade e o restaurante ser um negócio que ele tocava a distância. Imagine um empreendedor que tem 3 restaurantes e acorda todos os dias às 5 horas da madrugada, vai a feira buscar os alimentos mais frescos e os distribui em seus 3 endereços. No último, chega às 9 horas e ajuda a preparar o almoço. Por volta do meio-dia vai a sua segunda loja e permanece por mais um determinado tempo. No final do expediente passa pela terceira para confirmar que tudo correu bem. Um funcionário deste terceiro restaurante pode pensar que o dono somente vai até lá depois do movimento e que não trabalha.

Como fazer então para que os funcionários saibam o quanto o dono também trabalha? Isso seria uma outra questão para um outro dia. Mas mesmo que seja este o caso, o fato é que o negócio por você citado não ia bem e se era assim, quem vendeu fez bem em vender. E muito provavelmente seu parente também fez bem em comprar, pois aparentemente terá mais prazer em fazê-lo crescer, pois o empreendedorismo é movido a paixão e quando ela acaba, raramente um negócio dá certo.

5 comentários:

  1. Aguinaldo, como seu seguidor acabei de receber o post e já achei o máximo. Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Caro blogueiro: por favor escreva a resposta para a pergunta que você mesmo fez. Como faço para fazer com que os funcionários saibam que eu trabalho e o quanto você acha isso importante?

    ResponderExcluir
  3. Eu também quero saber sua resposta para a pergunta no final do post...

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!