segunda-feira, 19 de abril de 2010

Precisamos ter Acabativa.

Publicado inicialmente em http://aguinaldocps.blog.terra.com.br/ em 11/04/08 às 13:02h

Acabativa: essa palavra seguramente não está no dicionário. Mas foi exatamente isso que falou o Luciano Pires, diretor de uma multinacional da área de autopeças, ontem, durante um evento que eu participei. Ele disse que as pessoas estão muito focadas em terem iniciativas de sucesso, mas pouco tempo depois não tem mais energia para darem seqüência àquilo que iniciaram. E eu voltei pra casa pensando que essa era uma das coisas mais interessantes que eu já havia ouvido.

E hoje pela manhã, na reunião comercial eu fiz o teste. Olhei para a cara de cada membro da minha equipe e me perguntei: qual é o problema desse cara? Ele é um cara bom? Sim… Ele está aqui por pura opção? Sim… Ele deseja crescer? Sim… Ele tem as iniciativas que eu falo para ter? Sim… Então, porque ele ainda não é um CRM? E a resposta foi exatamente o que o Luciano falou ontem: elas não terminam aquilo que começam. Ou, se terminam, não chegam ao fim com a mesma motivação e fé que tinham no projeto. Ao contrário disso, os que crescem são aqueles que não param o trabalho pela metade, nem mesmo quando surgem os tubarões em seus caminhos.

Prova disso é que durante o treinamento muitas pessoas estão na sala com cara de entusiasmadas e falando que essa é a oportunidade que estavam esperando, mas uma semana depois parte deles já desistiu. Justamente porque sonhar é muito fácil. Tornar o sonho uma realidade já é um pouquinho mais trabalhoso. Então as pessoas se planejam para o sucesso, tomam uma iniciativa de sucesso, mas quando tomam o primeiro WO, o bicho pega e boa parte desiste. Aí vem uma semana ruim e caem mais alguns. Depois vem uma reunião de aperto e vai embora mais gente. Ficam somente os insistentes determinados. Todos eles tiveram a iniciativa de atender ao anuncio, permanecer no treinamento, pegar a pasta e, às vezes até ter alguns resultados positivos. Mas nem todos tiveram a "acabativa" de transformar tudo isso em sucesso.

E porque as pessoas não têm a tal da "acabativa"? Porque ter sucesso dói! É isso mesmo, o caminho do sucesso é invariavelmente muito dolorido. Para quem quiser tirar a prova, é só ver a cara do Airton Senna ao completar aquele GP do Brasil em 1989, quando ele venceu a prova somente com a sexta marcha funcionando. Observem a expressão do Bernardinho durante cada jogo da seleção brasileira de vôlei. Lembrem-se das partidas dos torneiros de Rolland Garros que o Guga venceu para ser bi-campeão. Mas o sucesso também traz muita alegria. Podem ter certeza que essas mesmas três pessoas que foram citadas, estavam extasiadamente felizes ao receberem seus troféus. Como isso funciona?

A explicação é que todo mundo precisa dar um pouco de sofrimento para valorizar suas conquistas. O sofrimento de um consultor é o que precede ao sucesso, mas quem desiste no sofrimento não chegará a parte mais interessante, que é quando se recebe o troféu. E as pessoas desistem porque acreditam que estão muito longe do objetivo, mas elas acham isso porque só olham para cima e enxergam longe, porém ninguém olha para baixo para ver o quanto já percorreu. Quando olhamos para o nosso caminho percorrido, geralmente percebemos que superamos muita coisa e nos sentimos vencedores, o que nos dá energia para continuar.

Então, para todos essas pessoas fantásticas e corajosas, que tiveram a iniciativa e desistiram de serem profissionais normais, com empregos normais e resultados normais, que decidiram ser diferente, fica aqui o meu recado: a maioria infinita das pessoas que admiramos em nossa vida são pessoas que fizeram alguma coisa diferente e deram certo. E é por isso que as admiramos. Porém, quando essas pessoas tiveram a iniciativa de fazer algo diferente, o mundo criticou e os chamou de loucos, mas quando tiveram a "acabativa" de transformar o sonho em realidade, o mundo pasmou, os chamou de campeões e destacou suas ousadias.

A partir de hoje, vamos até a Acabativa.

3 comentários:

  1. André Doraciotto22 de abril de 2010 19:04

    Fantástico texto, amanhà pela manhã o tema da reunião certamente será: "ACABATIVA". Abraço Guina.

    ResponderExcluir
  2. Aguinaldo,

    Tenho visto e até vivido em carne propria estas circunstanceas de "falta" de acabativa. São muitas as condições e intransigencias que fazem com que alguem se desestimule, porém a maior delas esta dentro de cada um de nós. Li de um consultor americano a seguinte frase: "Se tens uma vida facil teras resultados dificies; Se tens uma vida dificil teras resultados facies". E uma questão de opção...

    Carlos Mai

    ResponderExcluir
  3. Gostei do texto, só não entendi o techo que diz: ..."então porque o cara ainda não é um CRM?"

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!