segunda-feira, 24 de maio de 2010

As viúvas de Pelé.



Esse post vai para os que eu sei que gostam de futebol. Após assistirem ao vídeo, reflitam comigo. Não quero gerar nenhum debate sobre torcidas no blog, não é essa a intenção... mas sim apenas curtir e refletir.

O Pelé jogou no Santos até o inicio dos anos 70. E depois disso, nunca mais o Santos foi o mesmo.

Em 1978 surgiram os primeiros meninos da Vila. Pita, Juary, João Paulo, Nilton Batata... mas todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

Em 1984 Rodolfo Rodriguez, Serginho e companhia jogaram futebol em nível de seleção e ganharam o paulistão... mas todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

Aí ficou alguns anos sem ter uma boa equipe, até que...

Em 1995 o Messias (nome dado a Giovanni) levou o Santos de jogadores medianos (Macedo, Jamelli, Camanducaia, Robert, Narciso, Edinho) a encantar o Brasil e só não ser campeão brasileiro por um erro de arbitragem até hoje lamentado... mas todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

Em 1997 voltou a ganhar título, vencendo o Flamengo na final do Rio-São Paulo, mas segundo os críticos, aquele campeonato nao valia, assim como não valia a Conmembol de 1998... e todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

Em 2002 então chegam Robinho, Diego, Elano, Renato, Fabio Costa e Leo. Vencem o Brasileiro, dão 7 pedaladas no Rogério, vão a Libertadores, encantam a América... mas todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

Em 2004 a sequência foi ganhar novamente o brasileirão com sequestro da mãe do Robinho e tudo mais... mas todos diziam que o Santos ainda vivia de Pelé.

Em 2006 e 2007 foi o bi-campeonato paulista... mas todos diziam que o Santos ainda vivia das lembranças de Pelé.

E agora, mesmo com a conquista do Paulistão 2010, com a vaga na final da Copa do Brasil, goleadas de 10 a 0 e possível boa campanha no brasileiro, o papo das outras torcidas ainda é o mesmo! As viúvas de Pelé.

E a verdade é que elas estão certas. Porque o santista tem que ser nostálgico mesmo. Pelé era tão gênio que nem Neymar, Ganso, Wesley, Robinho, Diego ou Giovanni podem chegar perto. Aliás nem Zico, nem Rivelino, nem Sócrates, nem Romário, nem Ronaldo, nem Kaká... Nem Maradona, nem Zidane, nem Messi...

Pelé era Pelé. E se nunca mais surgirá outro nesse nível para apagar a sombra dele, nem no Santos e muito menos em outro time.

Agora assistam ao vídeo e dislumbrem-se.

7 comentários:

  1. Meu amigo, vc encheu meu coração de saudades deste tempo mágico. Lembro que tinha uns 13 anos e meu pai e uns amigos me levaram ao Pacaembu para assistir ao jogo Santos X Corinthians. Estava chovendo e o estádio cheio. Como não havia lugar meus tutores me levaram na arquibancada onde havia muitos torcedores contrários. O Santos ganhou de 6 a 2 e o negão fez três gols, Coutinho, Dorval e Pepe mataram o jogo. Naquele dia eu levei para casa perto de nove guarda-chuvas de presente. Não cabiam nos meus pequenos braços. Todo feliz eu fiquei com eles até bem pouco tempo atrás.

    Precisa dizer por quê? Ainda bem que não havia “agressões de terceiro grau” naqueles anos 60.
    Abc fraternal e obrigado por me encher meu dia de alegria.

    Celso

    ResponderExcluir
  2. Sem dúvida ele foi um gênio, mas eu o vi jogar uma vez, pessoalmente, e vi ele usar de muita malandragem e isso maculou o conceito de bom jogador que eu tinha dele. Acabei tendo uma péssima impressão dele dentro de campo, e nesse dia não o vi fazer nenhuma jogada brilhante.
    Fui pra ver um gênio jogar e assistir a um péssimo exemplo que nos deu para o esporte.

    ResponderExcluir
  3. Tenho que admitir que esse é gênio.

    ResponderExcluir
  4. Tenho que admitir que esse é gênio.

    ResponderExcluir
  5. Bonito ver o cara jogar.

    ResponderExcluir
  6. E ontem o Ganso fez quase igual, deu chapeu e tabelou com o adversário

    ResponderExcluir
  7. Caraca, fiquei impressionado com a abordagem que fizeste. Achei ótimo.

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!