segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Foco no problema ou na solução?

Muitas pessoas passam a vida em constante agonia. É como se vivessem um sofrimento contínuo e tem a sensação de que quando um problema é solucionado, imediatamente aparece outro para substituí-lo. E na maioria das vezes isso não é apenas uma sensação, mas sim a pura realidade. E por que acontece? É por azar, karma, destino ou algo parecido? Ou apenas por uma questão comportamental?

Quando uma pessoa está habituada a ter problemas ela se acostuma com isso, passa a fazer parte de seu corpo e de sua vida, assim como suas unhas ou seus cabelos. É mais ou menos igual aquela história do urso que invadiu um acampamento e enfiou a cara numa panela cheia de comida. Ao mesmo tempo em que a panela o queimava, ele sentia o aroma do alimento que o fazia não largar a panela. Assim como o urso morreu segurando a panela que o matou, o homem se mantém firme agarrado às suas chagas.

Essa história sempre fez parte de nossas vidas, embora em algumas vezes nossa inteligência nos traia e passamos a fortalecer o problema pensando nele a toda hora. A gente visualiza o desencadear da situação da pior maneira, pensando que tudo vai dar errado. Outras vezes deixa de fazer o que seria a solução do problema porque permanece desconcentrado. E daí pra frente passa a pensar somente nas dificuldades que tem, esquecendo de trabalhar pela solução. Pessoas com este tipo de comportamento atraem mais problemas, pois se acostumam tanto com uma vida de sofrimentos que quando um dilema termina,  inonscientemente buscam outro para por no lugar.

O "Sofrenildo" é um personagem que o cidadão incorpora sem perceber e passa anos de sua vida alimentando esse figurino. Se tem problemas financeiros e por conta disso deixa de se concentrar no trabalho, em pouco tempo seus resultados cairão, sua empresa reclamará e ele passará a correr o risco de ser demitido. Ou seja, em vez de sua preocupação resolver o problema, criará outro que será o desemprego.

Tem hora que a gente precisa aprender a recomeçar. E isso não se faz sem dor, mas sim com muita coragem. Recomeçar significa ter peito, chutar o pau da barraca, concentrar-se na solução e fazer tudo novamente, desde o começo. Em 100% das vezes essa solução passa por recuperar a auto-estima, assumir sua fé e TRABALHAR. Com esses 3 elementos e um pouquinho mais de tempo, a vida melhorará consistentemente. Como dizia Arthur Graham, "Uma das razões pelas quais temos tantos problemas nesta vida é porque insistimos em nos esquecer de coisas que deveríamos lembrar e porque deliberadamente nos lembramos de coisas que deveríamos esquecer".

3 comentários:

  1. essa ultima frase é d+

    ResponderExcluir
  2. Grande Guina!
    O exercício de focar na solução e não no problema deve ser constante em nossas vidas.
    Embora seja um exercício por vezes enfadonho, já que a linha entre a solução e o problema é muito tênue.
    Afinal, quantas vezes pensamos estar buscando a solução quando na verdade estamos focados no problema?
    Dilema? Bota dilema nisso.

    ResponderExcluir
  3. Tenho tentado fazer isso na minha vida: ver soluções e lições dos problemas. Nem sempre consigo, mas sempre tento.

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!