quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A diferença entre Sucesso e Felicidade

Um dia desses um leitor fez uma crítica a um dos meus artigos, refletindo sobre o sucesso ser mesmo necessário para a nossa felicidade, pois segundo ele (e eu concordo com ele) não é. Completando o que ponderou o leitor, a falta de sucesso também pode ser o caminho da evolução, através do que nós, os empresários, chamamos de “desafios”. Os religiosos chamam de “provação” e pregam que a insistência na fé leva a conquistar uma vida melhor. A evolução é algo que vem com o tempo, mas não necessariamente acontece com todos, afinal há uma enorme parcela da população que simplesmente sobrevive, que vive limitado aos paradigmas adquiridos em tempos de escassez e não anseiam por um futuro melhor.

Por outro lado eu concordo que muitas vezes o perfeccionismo exagerado e a ânsia pelo “poder” nos leva a um sofrimento desnecessário. Acredito que foi o Raul Seixas que escreveu “Quem dera eu fosse burro, assim não sofreria tanto”, mas me lembro de ter ouvido a frase no CD do Barão Vermelho também e acho essa uma frase muito interessante para começarmos a refletir a respeito da diferença entre ter sucesso e ser feliz. Em alguns casos é sim muito mais sábio ser “burro”, mas nem sempre.

A conquista de uma coisa boa pode trazer um risco maior ou um problema e tanto as pessoas inteligentes sabem disso que às vezes um time de futebol decide perder um jogo para enfrentar um adversário mais fraco na fase seguinte do campeonato. Mas o perigo é que isso é puramente “razão”, enquanto que a nossa vida é composta também de emoção (e até o sentimento que geramos quando sabemos que um adversário é mais forte ou mais fraco pode ser chamado de emoção). De fato, é importante ser feliz, mesmo dentro de aparentes 'não-sucessos', mas não podemos negar que a auto-confiança tão necessária na busca pelo sucesso nos gera mais condições de felicidade.

Tenho uma amiga que faz um curso de comissária de bordo e reclama diariamente da qualidade da escola. Quando a gente pergunta o motivo dela então não trocar de curso, responde que permanece lá porque já pagou. Eu acredito que pior do que perder o dinheiro investido é perder, além do dinheiro, também o tempo, a paciência e a oportunidade de procurar outro melhor. Um outro amigo meu foi num almoço por conta da empresa e simplesmente comeu o dobro do que está acostumado, afinal era de graça. De tanto que comeu, passou a tarde e noite com dor de estômago, mas feliz por ter aproveitado a churrascaria... Isso não é coisa de otário?

A explicação de tais insanidades é que a sensação de ganhar ou perder nos gera sim algumas insanidades. Saber controlá-las e definir com quais quer continuar significa inteligência. Ter sucesso não pode ser querer sempre conquistar mais, mais e mais. Tudo o que não tem limite vira vício ou fanatismo. Ter sucesso é alcançar aquilo que a gente tem vontade de alcançar, é conseguir fazer algo que a gente quer fazer. Isso não quer dizer que só podemos ser felizes ao conquistar nossos objetivos. A diferença entre “ser feliz” e “ter sucesso” é que para ser feliz você não precisa de mais nada a não ser do seu contentamento, enquanto que para ter sucesso você precisa de auto-estima, ambição, atitude, meta, trabalho e um bom poder de execução.

7 comentários:

  1. Aguinaldo, a respeito da postagem sobre PNL e que obteve muitos comentarios (Contra e afavor), acho que esta tem muito a ver com a outra.
    Sucesso e Felicidade se confundem. Muitos dirão que, se eu suceder na vida encontrarei a felicidade. Outros que se obtiverem a felicidade trarão consigo o sucesso. Estes dois temas ja foram discutidos muitas vezes por muita gente - leigos e especialistas - e não se chega a um consenso definitivo.
    Sobre a função da PNL neste assunto, cabe aqui uma observação:
    Que tão feliz estou com o nivel de sucesso que tenho? Esta deve ser a questão principal. Vejamos o exemplo de um cidadão com emprego simples, salario modico, sem um grau de escolaridade elevado mas que supre sua familia e a si mesmo com o melhor que estas condições lhe pode dar. Ele pode mandar seus filhos a escola e que se formassem, coisa que ele não conseguiu em função de suas atribulações. Comprou uma casinha modesta e hoje tem seu patrimonio. De vez em quando faz um churrasquinho, uma festinha de aniversario, sai com a patroa para comer uma pizza e outras coisas assim. Dentro deste universo, muitos que são mais audazes, mais empreendedores e ambiciosos poderiam dizer que este cidadão leva uma vida mediocre. Porem, para ele, com suas ferramentas e frente as adversidades foi um grande SUCESSO ter conquistado o que conquistou.
    Na PNL ou outras tecnicas, aprende-se a definir e projetar o nosso futuro. Claro que se tomam exemplos de grande envergadura para que os aprendizes tenham como ilustração modelos bem sucedidos. Entretanto, é dentro de nós que reside o destino. Nós é que determinamos onde queremos chegar, seja isto face as adversidades ou contra elas. Seja beneficiando-se das oportunidades ou perdendo-as am detrimento da necessidade preemente de sobreviver.
    Assim que o cidadão deve aprender a ser feliz, seja com o que ja conquistou, com cada nova conquista ou ainda com as proprias decepções colhidas nesta longa senda.

    ResponderExcluir
  2. Oh! me esqueci de uma coisa:
    Felicidade é uma situação em que passamos. Felicidade não é um adjetivo de uma pessoa como sua personalidade. Assim que podemos ESTAR felizes e não SER felizes.
    E' isso ai.

    ResponderExcluir
  3. Gostei dos dois cometarios.....bjs

    ResponderExcluir
  4. Aguinaldo,

    Entendo que sucesso e felicidade podem se cruzar ao longo do caminho, mas que não dependem um do outro . Será que quem ainda não alcançou o "sucesso profissional" não pode ser feliz? Até porque pra mim, a ideia de ser feliz é um pouco mais ampla. Entendo que a felicidade se busca em todas as esferas sociais, no trabalho, na família, nos amigos.E para se considerar feliz,basta encontrar um equilibrio entre todas as esferas, ora, quantas vezes já não ouvimos um sujeito dizer: "tenho um bom trabalho, uma linda família e jogo bola com os amigos de domingo"!Certamente esse cara não era Bill Gates.Mas certamente se considera uma pessoa feliz. No entanto, conheço pessoas cuja felicidade está atrelada a uma só espera : ter sucesso profissional. Pra mim, essas pessoas correm mais risco de serem infelizes do que aqueles que sabem buscar as felicidades nos demais campos da vida. Até porque para se alcançar o sucesso profissional quantas vezes não será necessário cair, fracassar, perder,enfim o caminho do sucesso é árduo. Até alcançarmos nosso primeiro milhão teremos que sofrer e ser infelizes?Por isso, entendo que a felicidade chega mais perto de nós quanto mais e melhor nos conhecemos. Quando buscamos saber quem somos, buscamos o equilibrio entre emoção e razão.
    Ser feliz é sermos quem realmente queremos ser, ter sucesso é podermos fazer o que gostamos sendo quem nós realmente somos. Assim, eu entendo que dá para ser feliz sem ter sucesso profissional almejado por tantos, mas não dá para se ter sucesso sem ser feliz, ou então viramos escravos.

    ResponderExcluir
  5. Aguinaldo,

    Entendo que sucesso e felicidade podem se cruzar ao longo do caminho, mas que não dependem um do outro . Será que quem ainda não alcançou o "sucesso profissional" não pode ser feliz? Até porque pra mim, a ideia de ser feliz é um pouco mais ampla. Entendo que a felicidade se busca em todas as esferas sociais, no trabalho, na família, nos amigos.E para se considerar feliz,basta encontrar um equilibrio entre todas as esferas, ora, quantas vezes já não ouvimos um sujeito dizer: "tenho um bom trabalho, uma linda família e jogo bola com os amigos de domingo"!Certamente esse cara não era Bill Gates.Mas certamente se considera uma pessoa feliz. No entanto, conheço pessoas cuja felicidade está atrelada a uma só espera : ter sucesso profissional. Pra mim, essas pessoas correm mais risco de serem infelizes do que aqueles que sabem buscar as felicidades nos demais campos da vida. Até porque para se alcançar o sucesso profissional quantas vezes não será necessário cair, fracassar, perder,enfim o caminho do sucesso é árduo. Até alcançarmos nosso primeiro milhão teremos que sofrer e ser infelizes?Por isso, entendo que a felicidade chega mais perto de nós quanto mais e melhor nos conhecemos. Quando buscamos saber quem somos, buscamos o equilibrio entre emoção e razão.
    Ser feliz é sermos quem realmente queremos ser, ter sucesso é podermos fazer o que gostamos sendo quem nós realmente somos. Assim, eu entendo que dá para ser feliz sem ter sucesso profissional almejado por tantos, mas não dá para se ter sucesso sem ser feliz, ou então viramos escravos.

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!