terça-feira, 4 de janeiro de 2011

É hora de colocar suas metas no papel


É claro que não precisa terminar um ano e nem começar outro para a gente estabelecer metas e decidir mudar ou melhorar nossa vida. Mas também precisamos confessar que este momento do ano nos trás um clima favorável para isso. E sempre quando temos algo favorável, devemos aproveitar.

Então comece pensando o que você para sua vida nesse ano. Confira quais são os seus sonhos que sejam possíveis de se realizarem nos próximos 12 meses. A partir daí, estipule metas de curto (até fevereiro), médio (primeiro semestre) e longo prazo (final do ano) que resultem na realização desses sonhos. Ao estipular tais metas, verifique se são metas válidas.

Metas válidas são aquelas que não são nem muito fáceis e nem beiram o impossível. Pois se elas forem muito fáceis, não significarão nenhuma conquista e se forem impossíveis, você desistirá ao perceber que está muito longe de conquistá-las. Uma meta deve ser maior do que aquilo que você está acostumado a fazer, a ponto de ficar feliz quando conseguir cumpri-la e deve ser dentro do possível, a ponto de se revoltar caso não a alcance. Depois de ter as metas definidas, elabore uma estratégia para chegar lá. Defina que caminho vai seguir, quem serão as pessoas a te ajudar e quais recursos estarão disponíveis.

Um recurso muito útil é ter todas as suas metas por escrito. Trace tudo isso num caderno, com datas para acontecer. Se tiver dificuldades de fazer assim, escreva uma redação dizendo o que quer conquistar. Se quiser ser um pouco mais caprichoso você pode fazer o seu “caderno dos sonhos”. Para isso tenha um caderno e estipule títulos para as páginas, como “carro”, “casa”, “viagem”, “roupas”, “saúde”, etc. Cole figuras correspondentes as suas metas e anote até quando quer conquistar aquilo.

Eu mesmo fiz um destes na virada do milênio. Eu tinha o sonho de ter um determinado carro, que naquela época ainda era importado. Fiz alguns recortes de revista, colei na página “carro” do meu caderno e estipulei que seria minha próxima conquista. Depois de um tempo, não consegui comprar um 0 Km, mas comprei um semi novo e depois fui evoluindo. Em outro momento, colei uma foto minha de uma época em que eu era mais magro e determinei que eu queria emagrecer. Esta meta eu consegui cumprir integralmente.

Ao longo do ano, não desista de suas metas (custe o que custar). Cada vez que você desiste de uma meta, você enfraquece esse recurso a ponto de no futuro ele não funcionar mais. Se precisar, refaça as estratégias, busque novos recursos e em último caso até estenda as datas, mas não desista dos seus sonhos, que serão conquistados com o cumprimento das metas.

Vamos lá, agora é contigo. Mesmo sem te conhecer, eu confio em você!

3 comentários:

  1. Ainda não fiz planos, não estupilei metas para 2011, mas nãi vou deixar de faze-lo.
    Preciso ser mais firme para não desistir no meio do caminho...

    ResponderExcluir
  2. Fazer metas e colocar no papel dá muito certo. Eu gosto disso!

    ResponderExcluir
  3. Adorei esta idéia, depois disso certamente vou fazer meu acderno de metas.

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!