quinta-feira, 9 de junho de 2011

Por que nos boicotamos?


Um dia, numa dinâmica sobre empreendedorismo que eu conduzi, um participante me perguntou se eu também acreditava que as pessoas boicotam a sua própria vida. Depois de, convictamente, eu ter respondido que sim, ele continuou me perguntando se eu sabia explicar o que levaria alguém a atrapalhar a sua própria carreira. E eu pensei por um minuto e me lembrei do trecho de um livro (não me lembro o nome) que li de passagem numa biblioteca e que fazia citações bíblicas. Um desses trechos falava sobre os problemas que as pessoas acham que têm, mas que foram criados por elas mesmas (Jó).

Notamos que algumas pessoas são tão problemáticas que não conseguem viver em paz. Vivem um transtorno atrás do outro, na sequência. Têm sempre um problema grave, um motivo que não as permite deslancharem na vida, crescerem e progredirem. Quando estão por resolver este revés, aparecem magicamente outros que continuam as impedindo. Essas pessoas se julgam azaradas, vivem dizendo que carregam um karma ou um fardo e que nunca serão felizes. O que se percebe é que a maioria dos problemas dessas pessoas são atraídos por elas mesmas. Indiretamente são gerados porque elas estão tão acostumadas a viverem no caos que quando não é assim, sentem falta. As vezes, quando vêem seus caminhos livres, não sabem caminhar, porque nunca aprenderam a fazê-lo.

Se usarmos a alegoria da "estrada da vida" para explicar esse sentimento, poderemos dizer que os caminhantes olham pra frente e vêem aquele caminho longo que se perde no horizonte. Para algumas pessoas é um estímulo e representa que tem muito espaço ainda para crescer, mas para outros pode dar efeito contrário. Há os que sentem preguiça de caminhar, enxergam uma vida muito trabalhosa, com estradas muito longas e, inconscientemente, se boicotam, cavando buracos e colocando obstáculos na sua própria frente, talvez para justificar a sua não caminhada. E enquanto alguns caminham em direção aos seus objetivos, outros choram ao lado dos buracos cavados por eles próprios e se lamentam por não conseguirem prosseguir. É um paradoxo, mas é verdadeiro! As pessoas geram problemas em suas vidas por preguiça de caminhar.

Mas quem pensa positivo também não tem problemas? Claro que têm. Mas estes se concentram em construir pontes para superar os buracos existentes e sentem-se bem quando os ultrapassam. São pessoas que nos ensinam a superar os desafios, pois constroem as suas pontes e depois que passam, as deixam lá para que outros possam também utilizá-las e seguirem seus exemplos. Um caso destes é o empresário carioca Ricardo Bellino, autor de alguns livros e idealizador de projetos como a Elite Models e a Villa Trump que, quando sonhados também foram considerados loucos. Ele provou com a sua trajetória que é possível vencer na vida sem ter todas as condições a favor. Outro exemplo de vitória é Sérgio de Sousa Monteiro, o empresário mineiro que deu o ponto de partida em sua Rede de Escolas num momento de crise e justamente quando o seu primeiro filho nascia com graves problemas de saúde. Sérgio não só conseguiu cuidar da família e juntamente com sua esposa dar o tratamento devido ao filho, como também transformou uma micro-empresa em um grupo franqueador e ganhador dos prêmios mais importantes na última década.

Finalizo com duas frases muito interessantes. Um provérbio árabe que diz que "quando queremos fazer alguma coisa, encontramos sempre um jeito de fazer, mas quando não queremos, encontramos sempre uma desculpa para não fazer". Outra frase, esta de autor desconhecido, diz que "em tempos de crise, enquanto a maioria chora, os mais empreendedores se lançam a vender lenços".

.

2 comentários:

  1. Outro exemplo de quem eu virei fã é o agora maestro João Carlos Martins, que mesmo depois de tantas peças que a vida pregou nele (cirurgias, paralisias, médicos dizendo que ele nunca mais tocaria) ele seguiu em frente e hoje rege a Orquestra Filarmônica Bachiana, e às vezes ainda toca piano - só com os dedões!

    ResponderExcluir
  2. Alexandre Santos9 de junho de 2011 19:44

    excelente o texto. Vale a pena compartilhar!!!"

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!