terça-feira, 18 de setembro de 2012

A Mão da Sorte


Uma vez li um artigo sobre as manias que as pessoas matem durante toda uma vida, como por exemplo as de sempre se sentar na mesma cadeira para almoçar. Segundo consta, em alguns casos a coisa fica tão séria que a pessoa desenvolve o “transtorno obsessivo compulsivo” e a mania vira um problema, como no seriado de TV norte americano “Monk”. Mas as vezes não passa mesmo de uma mania ou superstição.

É de conhecimento público que Pablo Neruda escrevia suas poesias sempre com caneta esferográfica de tinta verde e confesso que sempre admirei este poeta por seu trabalho, mas achava o máximo o cara ter uma “marca registrada”, uma característica que sempre o identificava perante o seu público. Lembrando-me disso, já faz muito tempo, eu peguei o hábito de rabiscar com caneta vermelha. Não é e nem nunca foi uma regra, mas sempre que posso faço minhas resenhas (apresentação do curso na empresa aonde eu trabalho) em vermelho, gosto disso simplesmente porque sou o único que faz isso na empresa e quando alguém vê uma resenha rabiscada em vermelho, não precisa nem ver o nome, já sabe que é minha.

Numa ocasião uma colega me perguntou porque eu fazia aquilo e eu disse na brincadeira que era a minha caneta da sorte, que sempre que eu fazia a resenha em caneta vermelha o resultado era positivo... mas é óbvio que isso não tem nenhum cabimento, tratava-se apenas de uma brincadeira. O problema é que a garota acreditou e espalhou para a equipe toda que eu tinha uma superstição, que somente fechava contratos se eu estivesse usando a caneta da sorte. Os anos se passaram, a equipe mudou e a história da caneta caiu no esquecimento, mas eu continuei com o hábito de escrever em vermelho.

Num dia desses, novamente brinquei com outra pessoa, a minha colega e seguidora deste blog, Rosimari Bernardino, sobre lenda da caneta vermelha, dizendo que meu objetivo do dia seria cumprido porque eu estava de posse da caneta da sorte. Ela riu, não acreditou, mas eu de fato cumpri meu objetivo. No dia seguinte, conversávamos sobre o efeito que gera a fé no trabalho de uma pessoa e ela voltou ao assunto, soltando uma frase que merece, no mínimo um destaque nesse artigo. Ela perguntou “porque a gente precisa acreditar na caneta da sorte? Porque não pode ser a mão da sorte ou o cérebro da sorte?”. Rimos demais e passamos a refletir.

As pessoas preferem sempre colocar o peso do fracasso e do sucesso em cima de uma data, uma cor ou objeto, em vez de assumirem a verdadeira responsabilidade pelo resultado do seu trabalho. Segundo minha colega, se as pessoas pensassem que o verdadeiro talento está dentro delas, não haveria necessidade de um técnico de futebol aparecer em todos os jogos com a mesma gravata, a mesma camisa ou o mesmo anel. Quer dizer que quando aquela camisa apodrecer, daí pra frente nunca mais ele ganhará um jogo?

No meu caso, a caneta vermelha é exclusivamente para dar um toque personalizado ao trabalho, mas a falta dela jamais me impedirá te ter bons resultados. Por outro lado, para você que está lendo este artigo agora, minha sugestão é que JAMAIS tente me copiar, pois dizia um velhinho lá perto de casa que fazer resenhas em vermelho dá azar! Vai saber... L

5 comentários:

  1. Rosimari Bernardino19 de setembro de 2012 10:31

    Ótimas colocações Aguinaldo Oliveira ! Gostei muito e reforço: Coloque fé e crença e si mesmo. Enquanto viver tudo o que fizer ou mesmo tocar, será luz e ouro para sua vida. A pedra da sua sorte é você quem escolhe. Ela pode ser você!

    ResponderExcluir
  2. E atendimento de aluno com caneta roxa, pode? :D

    ResponderExcluir
  3. Atendimento de aluno com caneta roxa é considerado plágio? :D

    ResponderExcluir
  4. EU TENHO UMA CANETA AZUL COM ATANPA CORTADA ELA MEDA MUITA SORTE SEILA EU ATE ACREDITO NA SORTE DAS CANETAS KKKKKKKKKKK
    MAIS TBM TENHO MUITA FE EM DEUS E NA MINHA NOSSA SENHORA DA PAREÇIDA ABRAÇOS ATOS

    ResponderExcluir
  5. EU TENHO UMA CANETA AZUL COM A TAMPA CORTADA ELA MEDA MUITA SORTE NAS PROVAS QUE EU FAÇO E ACREDITO MUITO EM DEUS E NA MEINHA NOSSA SENHORA DA PAREÇIDA ABRAÇOS

    ResponderExcluir

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!