sábado, 29 de junho de 2013

Seja o que Deus quiser!


Tive uma colega de trabalho que “punha tudo nas mãos de Deus”. Não que eu seja contra a fé ou as consultas espirituais, muito pelo contrário até. Eu acredito bastante que muitas coisas que dão errado em nossa vida acontecem para que outras coisas ainda melhores possam dar certo. Sou exemplo disso, me tornei empresário porque a empresa onde eu trabalhava antes foi vendida e se isso não tivesse acontecido, talvez também não tivesse acontecido a minha decisão de empreender.

Mas voltando ao caso da minha colega, ela tinha essa característica tão forte que, simplesmente não conseguia tomar nenhuma decisão em sua vida. Quando fazia um planejamento e enfrentava os primeiros desafios, já desistia, pois pensava que se tinha desafios é porque não era pra ser. E essa história me lembra de uma lenda que conheci em São João Del Rey, uma cidade histórica de Minas Gerais. Lá, há um grande numero de igrejas católicas, que hoje, além de templos religiosos, são também museus. São igrejas de todos os tipos: grandes, pequenas, no alto do morro, na parte baixa... com escadarias enormes...

E a lenda em relação às escadarias é que, na época dos Barões, quando estes casavam suas filhas, era permitido que estas desistissem do casamento até o momento de entrar na igreja, pois uma vez dentro dela, seria um sacrilégio o recuo. De tal forma, sempre que a noiva tinha dúvidas quanto àquela união... ou principalmente quando seu pai tinha esta dúvida, a igreja escolhida era a que tivesse a maior escadaria, pois assim ela teria mais tempo para pensar.

Par mais que a história pareça engraçada, nota-se que até hoje muitas pessoas ainda buscam uma escadaria infinita em suas vidas para terem tempo de tomarem suas decisões e boa parte delas chega ao final da escada ainda sem saber o que querem. Essa falta de rumo, de metas e de estratégias é a principal razão que as fazem fracassar. Enquanto algumas pessoas de fé fazem suas consultas espirituais e têm respostas (que podem ser de incentivo ou recuo), outras simplesmente deixam a vida levar. A fé e as orações são fundamentais para aqueles que pretendem conquistar algo verdadeiro, mas não se deve confundir o significado da frase “deixar nas mãos de Deus” com simplesmente “nada fazer”.

Ao contrário disso, as pessoas mais ousadas invocam também a divindade buscando ajuda, mas aceleram e dizem: “seja o que Deus quiser”. A diferença entre uma frase e outra é que a primeira não age e espera que as coisas aconteçam, enquanto a segunda faz acontecer com a permissão divina. Romper barreiras e superar desafios é importante por princípio. Afinal, quando Deus faz alguma coisa em nossa vida, o faz através da gente. Então, na dúvida, faça o que tem que ser feito e “seja o que Deus quiser”! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar este artigo, escreva seu comentário, assinale a opção "NOME/URL" e clique em "publicar comentário".

SUA OPINIÃO, FAVORÁVEL OU CONTRÁRIA, É FUNDAMENTAL PARA MOTIVAR O BLOGUEIRO. NÃO DEIXE DE ESCREVER!